history

Hipertensão Gestacional

Uma grávida pode ter hipertensão seja porque já era hipertensa antes de engravidar ou porque desenvolveu hipertensão arterial durante a sua gestação. Quando o quadro de hipertensão surge somente após a 20ª semana de gestação em uma mulher que não era previamente hipertensa, nós classificamo-la como hipertensão gestacional. Uma vez que ela surja, a hipertensão gestacional costumam permanecer pelo resto da gravidez, mas tende a desaparecer dentro das 12 primeiras semanas após o parto.

Partos prematuros, descolamento da placenta ou impedimento do crescimento do feto são algumas das consequências que podem advir desta doença gestacional. As gestantes que apresentam a tensão elevada correm, ainda, maior risco de vir a sofrer de pré-eclâmpsia, sendo importante ficar particularmente atenta aos sintomas, principalmente quando esta surge antes da semana 34 da gestação.

A melhor maneira de se manter longe dos riscos causados pela hipertensão na gravidez é fazendo um bom acompanhamento pré-natal. Dessa maneira, o obstetra poderá, além de medir a pressão arterial, ficar atento ao relato de sintomas indicados pela gestante. Além disso, é essencial manter bons hábitos alimentares, ficando longe de alimentos ricos em sódio. É importante lembrar que o composto não está presente apenas nas comidas muito salgadas, mas também em refrigerantes, bolachas recheadas e industrializados em geral.

Agendamento