history

Diabetes Gestacional

A diabetes gestacional geralmente se desenvolve perto do 3º trimestre de gravidez devido a uma resistência à insulina provocada pelos hormônios da gestação. Este tipo de diabetes normalmente desaparece depois do parto e, raramente, gera sintomas, embora, em alguns casos, possa surgir visão turva e muita sede.

Quando mal controlada, a diabetes apresenta vários riscos para a gestante e para o bebê. Isso porque cerca de dois terços do açúcar na corrente sanguínea da mãe atravessa a placenta e chega até o bebê, fazendo com que seu pâncreas produza mais insulina do que deveria. O problema é que a insulina é, também, um hormônio anabolizante, que faz com que o bebê cresça mais do que deveria dentro do útero. Além disso, ele também promove o crescimento de outros órgãos e tecidos, fazendo com que possa haver malformações nas estruturas viscerais do feto.

O diabetes gestacional exige um acompanhamento específico, com avaliações regulares da curva glicêmica. Para manter as taxas de açúcar em ordem, o médico recomenda atenção extra à dieta. As refeições devem ser fracionadas ao longo do dia e as pacientes precisam maneirar na gordura. Frutas, verduras, legumes e alimentos integrais devem ser presença constante no cardápio delas.

Agendamento